Tudo que nós vivemos em algum lugar em algum momento está lá.
Estamos lá e nos beijamos lá, dormimos abraçados lá e fazemos juras um pro outro com as mãos coladas no rosto um do outro lá, em pele, suor, desejo e angústia.

Mas aqui e agora eu estou sozinho e preciso ser só, preciso ser eu. Eu contra mim, meu inimigo de mim mesmo, quem me carrega, quem me inveja e quem me limita.
Como um lobo solitário sou eu só, para não estar nas vibrações de todos aqueles que são, todos.
E me carregar por onde arrasto a pele que habito, meu único lar e conforto.
Preciso não ser
para não estar.

demencia-explosiva:

Cállate, siéntate, escribe, baja la cabeza como el rebaño que sois, Los educaremos bajo un marco que sólo nosotros entendemos, los educaremos bajo una sola ley: la Obediencia.

demencia-explosiva:

Cállate, siéntate, escribe, baja la cabeza como el rebaño que sois, Los educaremos bajo un marco que sólo nosotros entendemos, los educaremos bajo una sola ley: la Obediencia.

ódio em excesso faz estrago

sinto que assim me torno um cara amargo

sendo moldado pelo mágoa

ao ver tanta desgraça

sem perspectiva de mudança

e acompanhando a caminhada

por agora nada vai mudar

pois quem manda não quer diferença

querem continuar por cima

como abutres

comedores de carniça

e o que mais frustra

é de saber que tanta injustiça

seria evitável

não fosse o povo imóvel e paspalho

ser tão controlável

imbecis dóceis

ovelhas pobres

conduzidas por lobos bastardos

sem saber pra onde correr

mas eu sei

seu dia vai chegar

só que enquanto não chega

seu reino vai continuar

eu e você

ainda temos muito que nos ferrar

trabalhar até a exaustão

sem nada aproveitar

vamos ver muita merda

e nada poder fazer

muitos vão sofrer

muitos vão morrer

outros nem terão o que comer

Mas seus vermes:

seus dias vão chegar

e tudo aquilo que vocês criaram

irá voltar pra te buscar.